Campanhas

Memória: Morte de Ataulfo Alves

Em 20 de abril de 1969, o Brasil perdeu um dos mais importantes músicos e compositores do samba brasileiro, Ataulfo Alves.

Desde a infância, Ataulfo enfrentou dificuldades, trabalhando em diferentes atividades, como leiteiro, condutor de bois, carregador de malas, engraxate, marceneiro e lavrador, ao mesmo tempo em que frequentava a escola e já escrevia seus versos aos oito anos de idade. Após a morte de seu pai, Ataulfo passou a viver com sua mãe em Miraí.

Quando se mudou para o Rio de Janeiro, Ataulfo trabalhou como ajudante de farmácia para um médico, mas também tocava violão, cavaquinho e bandolim. Aos 19 anos, ele já era diretor de harmonia de ‘Fale Quem Quiser’, um bloco organizado pelos moradores do bairro, e começou a compor.

Seu trabalho começou a ganhar destaque em 1933, quando sua primeira composição, “Sexta-feira”, foi gravada por Almirante. Dias depois, Carmen Miranda gravou “Tempo Perdido”, impulsionando sua carreira artística. Além disso, Ataulfo apareceu no filme “Meus Amores no Rio”, em 1958.

Ataulfo deixou um legado de mais de 320 canções, tornando-se um dos maiores compositores da música popular brasileira. Suas músicas foram interpretadas por artistas importantes, como Clara Nunes, Quarteto em Cy e MPB-4.

Ele faleceu no Rio de Janeiro, poucos dias antes de completar 60 anos, devido a complicações após uma cirurgia de úlcera, e foi sepultado no Cemitério do Catumbi. Em 2009, por ocasião do centenário de seu nascimento, Miraí construiu um Mausoléu para abrigar seus restos mortais e os de seus familiares falecidos. A edificação está localizada no cemitério São Francisco de Assis. Também, na cidade existe um acervo memorial do compositor. Inaugurado em 2005. A exposição permanente possui objetos que pertenceram a Ataulfo e imagens de sua vida, ao lado de personalidades da cultura nacional e internacional e da política nacional.

Em 2017, Ataulfo recebeu uma homenagem póstuma como Patrono Perpétuo da cadeira número 2 da recém-criada Academia Miraiense de Letras, em referência à data de seu nascimento em 2 de maio.

Ataulfo Alves foi um dos mais importantes músicos e compositores do samba brasileiro, tendo deixado uma rica contribuição para a música popular brasileira.

| Editoria Virtuo Comunicação

| Projeto Comunicando ComCausa

| Portal C3 | Instagram C3 Oficial

João Oscar

João Oscar é jornalista militante de direitos humanos da Baixada e colaborador da ComCausa