ComCausa debaterá fechamento do manicômio Dr. Eiras

A ComCausa estará esta semana em Paracambi para iniciar os encontros com ex-pacientes e profissionais que estiveram nos anos que o Manicômio Dr Eiras funcionava na cidade.

A Casa de Saúde Doutor Eiras foi definitivamente fechada em março de 2012 e foi “um dos maiores crimes contra a população brasileira” – diz Adriano Dias da ComCausa, que idealizou a campanha Dr Eiras Nunca Mais – “A existência de lugares como este foi embasada pela política manicomial que era mais legitimada pelos preconceitos, do que por princípios científicos”.

Dr. Eiras Nunca Mais

A iniciativa do projeto ‘Dr. Eiras Nunca Mais’ trata-se do resgate histórico deste local como marco a fim de promover reflexões e debates sobre os retrocessos da Luta Antimanicomial.
De 23 de março até 18 maio – dia da Luta Antimanicomial -, a ComCausa realizará matérias resgatando a história do Doutor Eiras e questionando das políticas que tratam da saúde mental no Brasil. Além das pautas, a instituição irá procurar associações de pacientes, e conselhos da área de psicologia e psiquiatria com a finalidade de propor uma uma audiência pública para discutir o assunto.

Página Memorial Dr. Eiras Nunca Mais

Ao final deste período, em maio, a ComCausa lançará a página /DrEirasNuncaMais como memorial com a história do hospital e proposta de manutenção e ampliação das politicas antimanicomiais.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

 

 

 

Emanoelle Cavalcanti

Acadêmica de psicologia, voluntária na Ong Médicos do Mundo e jornalista comunitária.