Conferência Nacional dos Bispos do Brasil comunicou que Kelmon não faz parte do Clero Católico

Em comunicado feito nesta sexta feira dia 30 de setembro a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), esclareceu aos fiéis que o candidato padre Kelmon, não pertencia ao Clero da Igreja Católica apostólica Romana.

Disse a CNBB em comunicado que:

O senhor Kelmon Luís da Silva Souza, candidato que se apresenta como “padre Kelmon”, não é sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana, sem qualquer vínculo com a Igreja sob o magistério do Papa Francisco.

Oportuno ressaltar que, conforme vigência na Lei Canônica, os padres da Igreja Católica, em pleno exercício do ministério sacerdotal, não disputam cargos políticos, nem se vinculam a partidos.

As Igrejas de rito ortodoxo já haviam comunicado que ele também não pertencia ao seu clero, assim também a Igreja brasileira fez a mesma afirmação. Kelmon porém disse ser vinculado a uma Igreja Ortodoxia do Peru, que não tem comunhão com nenhuma Igreja tradicional.

Portal C3 | Portal C3 Oficial | Comunicação de interesse público | ComCausa

João Oscar

João Oscar é militante de direitos humanos da Baixada e jornalista comunitário.