Foram velados os corpos das 3 crianças de Santa Luzia

Foram veladas nesta segunda-feira (31), o corpo das 3 crianças de Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte, que foram assassinadas pelo seu vizinho.

As crianças foram sepultadas em uma funerária na capital, já o padrasto de 39 anos que também foi morto no ataque, foi velado em Janaúba, Norte de Minas.

As vítimas são dois meninos de 7 e 9 anos e uma menina de 11 anos. Os três foram mortos na madrugada desse domingo (30), pelo vizinho do andar de cima, no bairro Vila Olga. Gustavo de Jesus Borges disse à polícia que as matou porque faziam muito barulho. O padrasto de duas das vítimas e pai da terceira também foi morto no ataque, ele era primo do suspeito.

Segundo a Polícia Militar (PM), Gustavo, de 25 anos, morava no andar de cima onde ocorreu a chacina. No fim da noite de sábado (29), ele invadiu pela janela a casa onde o primo e os filhos moravam.
Ainda de acordo com a PM, após o crime, Gustavo trocou de roupa e escondeu as facas usadas. Ele ficou em um lote vago até o início da manhã seguinte, quando os militares chegaram ao local. O homem voltou até a casa e os policiais desconfiaram da atitude dele.
O suspeito tinha ferimentos em uma das mãos e, ao ser questionado, entrou em contradição, mas acabou confessando ter matado o homem e as três crianças. Os militares apreenderam as facas usadas no crime, além de roupas e celulares. O homem foi preso em flagrante.

Além de reclamar do barulho, o homem também disse que o pai e padrasto das crianças teria contribuído para a demissão dele no trabalho.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

Alexia Tavares

Alexia Tavares é jornalista comunitária