Morte de Martinho Nobre de Melo

No dia 26 de dezembro de 1985 falecia Martinho Nobre de Melo, foi um intelectual, jornalista, professor e político de origem cabo-verdiana.

Na sua infância estudou na sua vila, em Cabo-Verde tendo como professor o poeta José Lopes da Silva, depois aos dez anos se mudou para Portugal para continuar seus estudos. Formou-se em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, seguiu a carreira académica e foi professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Foi maçom, tendo sido iniciado na Loja Fiat Lux de Lisboa em 1912 do Grande Oriente Lusitano Unido, com o nome simbólico de Ibsen.

Aos 26 anos foi Ministro da Justiça no governo de Sidónio Pais, aos 35 anos foi Ministro dos Negócios Estrangeiros no governo do general Manuel Gomes da Costa, em 1926. Foi embaixador, poeta, escritor e director de jornais.

Escreveu musicais, sendo o mais famosos “Fado da ansiedade”, foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo e a 20 de maio de 1935 foi agraciado com a Grã-Cruz da Antiga, Nobilíssima e Esclarecida Ordem Militar de Sant’Iago da Espada, do Mérito Científico, Literário e Artístico.

Portal C3 | Portal C3 Oficial | Comunicação de interesse público | ComCausa

 

João Oscar

João Oscar é militante de direitos humanos da Baixada e jornalista comunitário.