Nascimento de Leonardo Boff

Leonardo Boff, se não o maior, um dos maiores expoentes da Teologia da libertação no Brasil e conhecido em todo o mundo por sua defesa dos direitos dos pobres e excluídos.

Ele ingressou na ordem dos frades menores onde foi ordenado, doutorou-se em teologia e filosofia na Universidade na Universidade de Munique, Alemanha, de volta ao Brasil lecionou teologia sistemática e ecumênica no Instituto teológico Franciscano em Petrópolis.

Em 1985 por conta do seu livro “Igreja, carisma e poder” foi condenado pelo Vaticano ao silêncio obsequioso durante um ano. Em 1992 sobre o risco de uma nova condenação se desligou da ordem Franciscana deixando as funções de padre.

Leonardo Boff lecionou como visitante na Universidade de Lisboa (Portugal), Universidade de Salamanca (Espanha), Universidade Harvard (Estados Unidos), Universidade de Basel (Suíça) e Universidade de Heidelberg (Alemanha). É doutor honoris causa em Política pela universidade de Turim, na Itália, em Teologia pela universidade de Lund na Suécia e nas Faculdades EST – Escola Superior de Teologia em São Leopoldo (Rio Grande do Sul).

Tem mais de 60 livros publicados e traduzidos em várias línguas e com prêmios espalhados por todo mundo, como o Prêmio conferido a Jésus Christ Libérateur. Paris, Du Cerf, como livro religioso do ano na França (1988) e Prêmio dos editores de livros religiosos em idioma alemão pelo conjunto de sua obra traduzida para o alemão em Frankfurt (1988), além dos prêmios na luta pelos direitos humanos como Prêmio Nacional de Direitos Humanos (1992) e muitos outros.

Leonardo Boff dedicou sua vida a reflexão no campo da Teologia e filosofia sobre a Espiritualidade, ecumenismo, ética e ecologia, onde o Papa Francisco se baseou nas suas obras para escrever a encíclica Laudato’si e inspirado pelo livro “Igreja, carisma e poder” convoca uma Igreja Pobres, para os pobres e anti-clerical.

Referência para as Comunidades eclesiais de Base (CEbs), Pastorais da Juventude, além das universidades e adeptos da Teologia Libertação, modelo de uma Igreja povo de Deus, Sinodal e em saída. Somos gratos por Leonardo Boff e sua obra.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

João Oscar

João Oscar é militante de direitos humanos da Baixada e jornalista comunitário.