Rio tem anafalbetismo acima da média do Sudeste

O Estado do Rio de Janeiro registrou uma porcentagem maior de analfabetismo na faixa dos 15 anos em relação à média no Sudeste. 

A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) divulgou a informação em audiência pública pela comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) nesta sexta-feira (19).

De acordo com a apresentação do Relatório Anual de Responsabilidade Educacional de 2021, 4,2% dos fluminenses na faixa dos 15 anos, não apresentam as competências necessárias na leitura e na escrita. E a média regional é de 3,3% e a nacional, 6,6%. A taxa de abandono escolar na mesma idade é de 2,3%, enquanto no país é de 5,8%. Dados estes apresentados pela subsecretária Ana Valéria Dantas, de Gestão de Ensino da Seeduc, ela também confirmou a existência de 109 mil vagas ociosas no Ensino Médio. 

Também foram pontuados pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Estado (Sepe- RJ), os seus salários baixos e a falta de professores. De acordo com a Seeduc, os professores da rede pública recebem na faixa de R$ 4.324,46, tirando as verbas indenizatórias de transporte e alimentação. 

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação em audiência pública na Alerj

Portal C3 | Portal C3 Oficial | Comunicação de interesse público | ComCausa

Adriano Dias

Jornalista militante e fundador da #ComCausa