Sete árvores foram atacadas e envenenadas em Nova Iguaçu

No final do ano de 2022, sete árvores da espécie Oiti foram atacadas e envenenadas, no centro de Nova Iguaçu, Baixada Fluminense.

Foi injetada uma substância, ainda não descoberta, em dois furos feitos próximos à raiz provocando sua contaminação e causando até o momento a morte de três delas. As outras quatro estão em tratamento e dependem do desenvolvimento da espécie para se curar.

A Secretaria de Meio Ambiente do município e a Polícia Civil estão investigando o caso que aconteceu na Rua Otávio Tarquino, umas das principais vias que concentra parte do comércio da cidade. Serão analisadas câmeras de segurança próximas ao local dos ataques.

Segundo o Secretário de Meio Ambiente de Nova Iguaçu, Fernando Sid, os ataques foram feitos no dia 28 de dezembro, possivelmente pela mesma pessoa, quando soube dos ataques enviou uma equipe da Guarda Ambiental Municipal (GAM) que comprovou o envenenamento e encaminhou parte do material coletado foi enviado para análise no laboratório da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Denúncias sobre a autoria dos ataques podem ser feitas pelo telefone 3779-1183, da Secretaria de meio Ambiente, ou pelo número 2666-4910, da Ouvidoria da Prefeitura de Nova Iguaçu. Ou pelo instagram guarda.municipal.ambiental.ni .

Portal C3 | Portal C3 Oficial | Comunicação de interesse público | ComCausa

João Oscar

João Oscar é militante de direitos humanos da Baixada e jornalista comunitário.