VI Seminário sobre as violências sofridas pelas juventudes

O Grupo Raízes, junto das pastorais sociais e a Pastoral da Juventude da paróquia São Francisco de Assis realizou o VI Seminário sobre as violências sofridas pelas juventudes com o tema: “Jovem Fica Vivo: Paz sem voz, não é paz, é medo”.

Com acolhida do Pe. Cesar Iino, pároco da paróquia São Francisco de Assis em Queimados foram convidados para compor a mesa de reflexão:

André Wellington (Coordenador Diocesano da Pastoral da Juventude Diocese de nova Iguaçu, cursando Pedagogia Universidade Iguaçu e por extensão em Juventude e comunicação – Universidade Federal de Goiás) trazendo a reflexão sobre Comunicação para a paz, trata-se da comunicação que queremos viver como pessoas e como grupos, que promova a vida, que quebre os ciclos de violência e que respeite a dignidade da pessoa humana.

. Giselle de Souza Maria, (Professora e Gestora da Coordenadoria de Politicas de Promoção da Igualdade Racial.) Reflexão sobre a violência racial estrutural e enfrentamento a discriminação social.

. Kizzy Martins (Assistente Social e responsável da página no Instaram Casa Dalva Martins), diálogo sobre os diversos tipos de violências doméstica.

. Michele (Professora e orientadora pedagógica) abordando o tema da campanha da fraternidade desse ano, “Fala com Sabedoria e ensina com amor”. Direcionar o cidadão para uma vida, mas digna e em busca do bem.

Para abordar o tema principal do encontro foi convidado o fundador da ComCausa, o jornalista Adriano Dias, idealizador da Campanha “Jovem Fica Vivo” que tem como prioridade prevenir as violências de jovens contra os jovens. No encontro Adriano disse que “muitas vezes os jovens usam da violência para serem ”, completou dando exemplos de casos que levaram a isso, como do Sandro, do sequestro ao ônibus 157, e afirmou que uma das maneiras de combater essas violências é fazendo esses jovens terem visibilidade das coisas positivas que fazem.

O encontro terminou com o desfecho de uma esquete sobre as violências das juventudes realizado pelo grupo de teatro da matriz São Francisco de Assis.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

João Oscar

João Oscar é militante de direitos humanos da Baixada e jornalista comunitário.