Vítima de feminicídio em Campo Grande

A comerciante Cátia Rosa Jesuíno, de 52 anos, foi enterrada na tarde deste domingo (13/06), no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ela foi esfaqueada pelo companheiro dentro da casa onde moravam, na comunidade da Carobinha, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio.
Luciano está foragido da polícia desde a noite de sexta-feira. Neste domingo, o Portal dos Procurados divulgou cartaz para ajudar a localizá-lo. Um inquérito foi aberto na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Segundo a filha, Monique Rosa Jesuíno, de 32 anos, as últimas palavras da mãe para ela aconteceram momentos antes do crime. Em uma ligação, às 23h, Monique ouviu a mãe dizer: “Luciano não faço isso comigo pelo amor de Deus”.

Cátia e Luciano estavam juntos há três anos. O fato do companheiro beber muito e ser agressivo preocupava a comerciante. No entanto, de acordo com Monique, a mãe sentia pena do companheiro. “Minha mãe sempre fez o bem ao próximo, o bairro todo está de luto. Ela sentia pena dele, por isso não largava ele”, conta a filha que também pediu por justiça. “Quero ver ele atrás das grades pagando pelo o que fez com a minha mãe”.

Fonte: O Dia

Parceria:

Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Apoio:

Emanoelle Cavalcanti

Jornalista social e acadêmica de psicologia.