Papa pede que pais acompanhem seus filhos com orientação sexual diferente

Papa Francisco em audiência no Vaticano falando das dificuldades que os pais tem com seus filhos, disse para que os pais acolham e não descriminem os filhos com orientação sexual diferente. “Pais que veem diferentes orientações sexuais em seus filhos, lidem com isso e acompanhem seus filhos. Não se escondam atrás de uma atitude condenatória. (…) nunca devem condenar seu filho”, disse o Papa. 

Esta não é a primeira vez que o pontífice fala da relação de pais com filhos homossexuais, em 2018 disse ele “espaço para que a criança possa se expressar” e que, em vez de expulsá-las, os pais devem rezar e tentar entendê-las. 

O líder da Igreja católica vem tornando a Igreja mais aberta ao diálogo e acolhimento das pessoas LGBTQIA+, isso tem atraído sobre ele ataques de alas conservadoras, por outro lado Francisco começa uma nova Igreja que acolhe e ama. 

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa 

 

João Oscar

João Oscar é militante da Pastoral da Juventude da Baixada e jornalista comunitário.