Ator de Mesquita ganha prêmio em Festival de Cinema

Esta semana ocorreu o Festival de Cinema de Ponta Grossa, e o ator Reinaldo Junior, cria de Mesquita, levou um dos prêmios pra casa.

O ator tem 31 anos e é morador de Mesquita, na Baixada Fluminense. Reinaldo Junior é protagonista do curta “Linhas” e levou o prêmio da categoria de melhor atuação. Todo o curta também foi filmado em Mesquita e grande parte na casa do próprio ator, com sua família participando dos bastidores.

Sinopse

O protagonista Sandro é um roteirista que, depois de anos, precisa voltar à casa de sua falecida avó, na Chatuba de Mesquita, para resolver a venda do imóvel. Ali, no quintal, ele estabelece um reencontro com a infância e cria conexões entre passado e futuro junto a um velho amigo.

Reinaldo Junior, em entrevista ao Jornal Extra, contou sobre levar consigo um pouco do lugar onde criou raízes,

Minha história com a Baixada começa em 1991, ano que eu nasci. Sou nascido e criado em Mesquita. É o meu lugar de origem, onde está a minha essência e a minha verdade genuína. Isso faz com que eu carregue o território comigo. É nesse tipo de representatividade que acredito, quando a gente dialoga com o território. O artista consegue dialogar com o território onde cresceu. Se a gente se distancia do nosso povo, a gente se distancia da nossa essência, e eu acredito que minha arte fica vazia se eu estiver longe dessa essência. O segredo é ir para o mundo e levar a cidade consigo.

A trajetória do ator ja conta com diversos prêmios, atuações no teatro, cinema, TV e serviços de streaming, já fez turnê pelo Brasil e na China.

Sua história com a atuação começou na Escola Livre Fábrica de Atores e Material Artístico (FAMA), em Nova Iguaçu, depois participou de um projeto profissional na Cufa da Cidade de Deus. Desenvolveu na Chatuba, em Mesquita, o projeto cultural “Nós Por Nós”, com o documentário “Nós por Nós – Chatuba de Mesquita”, promovendo o que o ator caracteriza como emancipação cultural e de raça.

Eu dedico esse prêmio à minha comunidade, aos meus ancestrais, à minha família, à toda a equipe e a todo menino negro e menina negra que sonham em ser ator e atriz . Sou fruto de políticas públicas, de projetos sociais, e acho extremamente importante esse incentivo público para que as pessoas olhem para a Baixada com um novo olhar, não marginalizado. Um olhar de potência, de cultura. Um olhar fértil para a produção cultural.

Direção: Luis Gomes

Roteiro: Reinaldo JuniorLuiz Gomes

Direção de Produção: Gyselle Cruz

Realização: Brigadeirinho Produções

Edital: Lab Curta

Portal C3 | Portal C3 Oficial | Comunicação de interesse público | ComCausa

Débora Barroso

Estudante de ciências sociais e colaboradora da ComCausa.