Érico Veríssimo eminente Escritor Brasileiro

0
19
Érico Veríssimo
Érico Veríssimo

Érico Veríssimo, um dos ícones da literatura brasileira do século XX, deixou uma herança duradoura por meio de sua obra multifacetada e cativante. Nasceu em 17 de dezembro de 1905, em Cruz Alta, Rio Grande do Sul, oriundo de uma família tradicional de proprietários de terras que causou perdas significativas no início do século.

Sua paixão pela literatura despontou desde cedo. Aos 13 anos, já se entregava às páginas de autores nacionais e estrangeiros, revelando um interesse precoce pela leitura diversificada. Após enfrentar desafios familiares que o levaram a uma interrupção nos estudos, Érico encontrou seu lugar no mundo laboral, atuando em diferentes áreas, desde o trabalho em um banco até o ensino de inglês e traduções.

Sua incursão no mundo das letras começou em 1929 com contos publicados em revistas e jornais. A mudança para Porto Alegre em 1930 marcou uma virada em sua vida, dedicando-se à literatura ao ser contratado como revisor e tradutor na Revista Globo. Esse período proporcionou-lhe não apenas a oportunidade de conviver com outros escritores, mas também foi o palco para o início de sua produção literária significativa.

Érico inaugurou sua carreira literária em 1932 com “Fantoche”, uma coletânea de contos, e em 1933 publicou “Clarissa”, obra que marcou o início de sua ascensão no cenário literário. Seus romances, como “Olhai os Lírios do Campo” (1938), destacam-se pela capacidade única de retratar as nuances da sociedade, mergulhando nas desigualdades sociais e nos dilemas morais.

Dividindo sua obra em fases distintas, Érico explorou temas que variavam desde as questões existenciais até reflexões políticas e sociais. “O Tempo e o Vento”, uma trilogia monumental lançada entre 1949 e 1961, é uma epopeia histórica do Rio Grande do Sul, peça essencial no estudo da cultura brasileira.

Sua terceira fase literária, a partir de 1965, trouxe à tona questões políticas mais destacadas, refletindo o contexto sociopolítico do país. Obras como “Senhor Embaixador” e “Incidente em Antares” ecoam indagações morais e políticas, expondo as complexidades da realidade brasileira dos anos 60.

Além de seu impacto na literatura, Érico Veríssimo também deixou um legado familiar notável. Casado com Mafalda Halfem Volpe, teve dois filhos, entre eles Luís Fernando Veríssimo, renomado autor brasileiro.

Reconhecido pelo conjunto da obra, recebeu prêmios notáveis, como o “Prêmio Machado de Assis” e o “Prêmio Graça Aranha”. Sua casa natal tornou-se um museu em 1969, um tributo à sua vida e contribuição para a literatura brasileira. Érico Veríssimo faleceu em 28 de novembro de 1975, em Porto Alegre, deixando um legado inestimável na história da literatura nacional.

| Editoria Virtuo Comunicação

| Projeto Comunicando ComCausa

| Portal C3 | Instagram C3 Oficial