Nova Iguaçu terá novo espaço cultural

Nas comemorações do aniversário de Nova Iguaçu, no último fim de semana, a prefeitura da cidade anunciou a desapropriação do Lar de Joaquina para a construção de um novo equipamento cultural.

Construída na década de 1930, o imóvel fica no início da chamada Estra de Madureira, mais precisamente na Abílio Augusto Távora 86, no centro de Nova Iguaçu, e foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC) em 1999, pois sua história está intrinsecamente ligada a história regional da citricultura da região.

De propriedade de Antônio Vaz Teixeira, nome da casa se deu em homenagem a sua esposa, Joaquina Teixeira, possuía 13 cômodos e um galpão de beneficiamento da laranja no fundo, onde as frutas eram lavadas, secadas, escovadas e embalada em caixas com papel de seda para serem exportadas.9

No decorrer do tempo o imóvel teve algumas modificações no telhado, no muro, que era composto por peças de concreto pré-moldadas, detalhes e uma cerca viva. Esses elementos cederam espaço para um muro que não permite a permeabilidade visual do exterior. A cor da residência também sofreu alterações ao longo do tempo, sendo empregados diferentes tons de verdes, sem o cuidado de proteger os ornamentos arquitetônicos do conjunto.

| Portal C3 | Portal C3 Oficial | Comunicação de interesse público | ComCausa

Adriano Dias

Jornalista militante e fundador da #ComCausa