Reconstrução do sítio histórico de Iguassú Velha

A Secretaria Municipal de Cultura (SEMCULT) de Nova Iguaçu está implantando o plano de obras para restaurar e reconstruir o sítio histórico de Iguassú Velha e todo o complexo da Fazenda São Bernardino, um dos marcos da antiga Vila de Iguassu, em Vila de Cava. Após uma vistoria técnica realizada no local no dia 26 de junho de 2020, foi apresentado para autoridades e convidados os projetos de revitalização de toda a área da antiga Vila de Iguassu.

Mais um grande passo foi dado rumo à preservação do passado do município de Nova Iguaçu no dia 29 de junho de 2020. A prefeitura anunciou a liberação de R$ 1,5 milhão para as obras de revitalização da Fazenda São Bernardino e do sítio histórico de Iguassú Velha, tendo como previsão de conclusão até dezembro deste ano. Vale lembrar que no início deste ano, o prefeito publicou um decreto declarando 2020 como o ano do Patrimônio Cultural Iguaçuano.

“A ideia é fazer do sítio histórico e arqueológico do núcleo urbano da antiga Vila de Iguassú, berço da Cidade de Nova Iguaçu, incluindo a Fazenda São Bernardino, uma espécie de ‘Paraty da Baixada Fluminense’, com bistrôs, galerias de arte, livrarias e, claro, um Centro de Memória. Ali é o portal turístico da região de Tinguá e uma das áreas mais significativas do Estado do ponto de vista do patrimônio cultural e natural. Sem falar na questão de memória e da identidade do nosso povo. É fundamental recuperar e preservar esse patrimônio”, diz o secretário de Cultura de Nova Iguaçu, Marcus Monteiro.

Segundo o vice-prefeito Ferreirinha, “pela primeira os governos federal (IPHAN), estadual (Inepac) e municipal, além da Secretaria de Estado de Cultura, a ALERJ e a sociedade civil organizada se juntam como meta restaurar e preservar esse grande patrimônio histórico, que é a Fazenda São Bernardino, e promover o turismo nesta região e na nossa cidade”.

O projeto contempla a restauração do que restou da antiga Vila de Iguassu e a reconstrução de casarios coloniais. O objetivo das obras é transformar o sítio, que abrange as escadarias do cemitério da Vila e o da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a Estrada do Comércio, o Porto de Iguassu e a torre sineira da Igreja de Nossa Senhora da Piedade do Iguassú, num ponto de visitação e com comércio local.

Fonte: Prefeitura de Nova Iguaçu

| Reeditado por Emanoelle Cavalcanti 

Avatar

Comunicando ComCausa

Ponto de Cultura e Mídia Livre ComCausa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *