Ambientalistas de Tinguá promovem encontro com ativista ambiental

Neste sábado, dia 16 de outubro a partir das 10 horas, na Praça Central do bairro do Tinguá, acontecerá a Roda de Conversa de ambientalistas e moradores da comunidade local com o ativista Márcio das Mercês.

Um dos protagonistas da luta ambiental pela criação da Reserva Biológica do Tinguá, a única Unidade de Conservação do país surgida a partir da mobilização popular. Márcio vai relembrar passagens marcantes dessa luta, que envolveu associações de moradores, universidades, sindicatos de trabalhadores, ong’s ambientalistas e a população da Baixada Fluminense, que subscreveram um abaixo-assinado com mais de 10 mil assinaturas encaminhado à época ao governo federal, pressionando pela criação da Rebio-Tinguá.

A floresta protegida desde vinte e três de maio no ano de mil novecentos e oitenta e nove, como Reserva Biológica compreende uma área territorial de aproximadamente 24 mil hectares, estendendo-se pelos municípios de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Miguel Pereira e Petrópolis e foi declarada, em 1993, como Patrimônio Natural da Humanidade pela órgão das Nações Unidas, pela riqueza de sua biodiversidade de flora e fauna e pelos mananciais de água potável existentes em seu interior (12 represas de captação da CEDAE) que abastecem a população da Baixada Fluminense e parte da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

O menor anfíbio do mundo (popularmente conhecido como “sapo-pulga”) foi descoberto em suas matas em mil novecentos e sessenta e cinco , pelo pesquisador da UFRRJ, Eugênio Izecksohn.

Esses e outros assuntos relativos à Reserva Biológica do Tinguá serão abordados pelo ambientalista Márcio das Mercês nesta roda de conversa na Praça do bairro de Tinguá.

O evento é promovido uma vez por mês, sendo organizado pelo Movimento Pró-Reserva Biológica do Tinguá, Movimento Baía Viva, Movimento Negro Unificado, Articulação de Mulheres Brasileiras e Jornal Papo Reto. A partir desta edição terá apoio da ComCausa.

A roda de conversa ocorre ao ar livre na Praça de Tinguá e a presença do público é liberada, é só chegar e participar a partir das 9 horas.

Veja também:

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

Jailma Martins

Estudante de sistema de informação e colaboradora da ComCausa.