Caso Bernardo: Pai do menino é condenado a mais de 30 anos de prisão

0
17
Caso Bernardo pai da vítima, Leandro Boldrini Foto ReproduçãoRBS TV
Caso Bernardo pai da vítima, Leandro Boldrini Foto ReproduçãoRBS TV

Leandro Boldrini, pai do menino Bernardo Boldrini, assassinado em 2014 em Três Passos, no Noroeste do estado, foi condenado a 31 anos e oito meses de prisão, na quinta-feira (23), pela morte do filho de 11 anos.

Entre os crimes que respondia ele foi absolvido da acusação de ocultação de cadáver, mas condenado por homicídio quadruplamente qualificado e falsidade ideológica.

Em 2019, além de Leandro Boldrini, foram condenados por homicídio a madrasta do menino, uma amiga dela e o irmão da amiga. Porém a sentença de Leandro, considerado mentor do assassinato pelo Ministério Público, foi anulada pelo Tribunal de Justiça em 2021 e foi encaminhado a novo júri, que se encerrou nesta quinta-feira (23).

LeandroBoldrini já estava preso desde 2014 e cumprirá mais oito anos de prisão em regime fechado, podendo passar para o regime semiaberto em seguida. A defesa ainda pode recorrer da decisão.

Além de Leandro, sua companheira Graciele também foi condenada pelo crime, recebendo uma pena de 34 anos e sete meses de prisão. Além do casal, outros dois envolvidos foram condenados pelo crime: Edelvânia Wirganovicz, amiga de Graciele, foi condenada a 22 anos e 10 meses pelos crimes de homicídio quadruplamente qualificado e ocultação de cadáver. Já o irmão de Edelvânia, Evandro Wirganovicz, foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por homicídio simples e ocultação de cadáver.

Relembre o caso

O crime ocorreu em abril de 2014, quando Bernardo, de 11 anos, foi encontrado morto em Frederico Westphalen, também no Rio Grande do Sul. Durante as investigações, a polícia descobriu que Leandro Boldrini e sua esposa, Graciele Ugulini, haviam planejado e executado o crime.

De acordo com a investigação, Bernardo foi morto com uma injeção letal e seu corpo foi enterrado em uma cova rasa. A motivação do crime seria o fato de Leandro Boldrini querer se livrar da guarda do filho para poder se casar com Graciele Ugulini.

O caso gerou grande comoção nacional e trouxe à tona a discussão sobre a violência contra crianças e a importância da proteção infantil. A condenação dos envolvidos no crime representa um marco na justiça brasileira e um sinal de que a sociedade não tolera mais esse tipo de violência.

Caso Bernardo Boldrini completa nove anos

Portal C3 | Portal C3 Oficial

Comunicação de interesse público | ComCausa

Virtuo Comunicação