Chuvas nos atos golpistas em Brasília

Durante o fim de semana caravanas de apoiadores de Bolsonaro começaram a se concentrar em frente ao Quartel General do Exército em Brasília.

Os novos manifestantes vieram se juntar a centenas de pessoas que desde o dia 1º de novembro estão em um acampamento instalado no Setor Militar Urbano. Diante do clima de medo de mais manifestações e possíveis conflitos em outros pontos de Brasília, o governo do Distrito Federal restringiu o trânsito na Esplanada dos Ministérios neste dia 15 de novembro. “O fechamento se deu por razões preventivas de segurança, para evitar circulação de veículos e pessoas no mesmo local, pois com a possibilidade de atos públicos na região central de Brasília, como identificado pelos setores de inteligência das forças de segurança”, divulgaram em nota Secretaria de Estado de Segurança Pública de Brasília.

Chuva desanima apoiadores

Entretanto o maior inimigo das manifestações foi a chuva que cai há dias em Brasília e que teve várias pancadas durante o decorrer desta terça de feriado. Além destes, segundo um morador da cidade que esteve no acampamento, que os ânimos não estavam dos melhores “pela falta de reação das forças armadas” que ignoram o apelo dos que pedem “intervenção militar, anulação da eleição e permanência de Bolsonaro na presidência”. Segundo informações, no final do dia grupos já se organizavam para deixar a Capital.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa

Adriano Dias

Jornalista militante e fundador da #ComCausa