Revolta da Chibata 

Aniversário da Revolta da Chibata onde marinheiros se insurgiram contra o oficialato, principalmente por conta dos maus tratos e das torturas praticadas sistematicamente pela corporação. 

Para lembrar esse importante data, em 2021, a prefeitura de São João de Meriti através das secretarias de Cultura Direitos Humanos turismo igualdade racial em parceria com a Casa da Cultura, e a ComCausa promoveram um encontro com exibição de documentário sobre a Revolta da Chibata. Que teve a participação do seu Candinho o único filho vivo do Marinheiro João Cândido. 

O encontro se tornou uma confraternização entre os militantes dos direitos Humanos que buscam o reconhecimento da figura de João Cândido como herói nacional. Considerando que já houve avanços pois o Almirante negro já é parte do livro de heróis e heroínas do Estado do Rio de Janeiro e do município de São João de Meriti. 

Na conversa com o seu Candinho o mesmo destacou que seu pai sofreu as consequências do seu ato até mesmo depois da morte, ele conta que: “Enquanto ele baixava a sepultura, vários colegas se escondiam. Além destes, muitos outros não apareceram no enterro”. Eles temiam a repressão naquele ano de 1969, onde a aprticipação até mesmo do enterro do Almirante Negro, poderia acarretar fichamento e até prisão.

Em uma das exposições o fundador da ComCausa, Adriano Dias, disse: “Após a Revolta da Chibata João Candido passou um verdadeiro calvário com a prisão e sua internação. Mas a perseguido pela sua coragem foi por toda a vida, e até depois da sua morte. Entretanto a sua causa continua reverberando até hoje”- e conclui – “Não foi somente um ato pelo fom da escravidão, foi pela dignidade dos praças militares que lhe devem reverencia”. 

A atividade foi fruto da iniciativa de várias insituições, em especial a Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Direitos Humanos e Igualdade Racial de São João de Meriti, o Conselho Municipal de Igualdade Racial, a Associação dos Amigos do Museu João Cândido, e Casa da Cultura e a Comcausa. Mas, muito em especial os familiares de João Cândido que ajudaram no evento, com destaque para o Sr. Adalberto Cândido , nosso Candinho.

O encontro também teve a participação do cereador Cleber Gonzales, que é morador da Rua Turmalina, vizinho de Senhor Candinho.

Portal C3 | Comunicação de interesse público | ComCausa 

João Oscar

João Oscar é militante de direitos humanos da Baixada e jornalista comunitário.